Sexta-feira, 27 de Abril de 2007

As palavras que nunca te direi...

 

 

Hoje é uma daquelas noites em que precisava mesmo de te ter aqui.Bastaria sentir a minha mão na tua ou um abraço reconfortante, bastaria uma das tuas piadas malucas ou a tua energia própria de homem irrequieto e tudo seria simplesmente perfeito. Carência ou carinho por ti não sei...apenas sinto mais uma vez essa dorzinha com a qual irei adormecer. Tu vives a vida como um turbilhão, eu sinto-me como um simples passageiro, perdido na estação da sua vida, esperando por um comboio da felicidade eternamente atrasado. Tu nunca páras e eu não consigo fazer mais do que correr atrás, tentando alcançar o teu mundo onde por vezes sinto que não tenho lugar. Encantaste-me, apeguei-me, afastaste-te, magoaste-me, reaproximei-me, voltaste, perdoei-te. Nesta cadeia de encontros e desencontros começo a pensar que o meu destino é sofrer por ti até que venha alguém mostrar-me outros caminhos. Esse alguém pensei tê-lo encontrado mas não passou de um desvio fugazmente feliz que me levou de volta a ti. Não queria mais lágrimas na noite, nem sentimentos dolorosamente recalcados. Matei o sentimento mais forte que por ti nutria mas cá dentro ficou uma chaminha fraca que tu certamente conseguirias reacender num abrir e fechar de olhos. Infelizmente tenho de guardar tudo para mim, mostrar a força de uma rocha quando cá dentro me sinto tantas vezes mais frágil do que uma flor na tempestade. Era capaz de muita coisa por ti mas receio que todas as minhas manifestações de carinho voltem novamente a serem banalizadas. Por isso finjo várias vezes ser indiferente apenas para não te perder novamente. Adoro-te..

UM  DA DIVA

sinto-me: desanimada
música: Skye - Love Show
publicado por Diva às 01:47

link do post | favorito
De António a 27 de Abril de 2007 às 09:41
Olá!
Parabéns por um blog que tem mais um mês de vida que o meu (O 1º. O que leste agora é a continuação)
Já és veterana!
Se o que escreveste neste post é o que sentes (também pode ser um exercício de ficção, embora não me pareça) tenho a dizer-te que na maioria das vezes, numa relação a dois, há um que ama e outro que se deixa amar. Geralmente, no futuro, os resultados não são os melhores.
Mas as coisas são como são...
Obrigado pelo teu comentário à 2ª parte da minha história d' "O tímido".

Beijinhos
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.leva-me contigo




.últimas paixões

. Até qualquer dia

. Dia dos Namorados

. Fingertips - Cause to lov...

. Lindo

. O amor é um jogo?

. Dúvida

. Feliz 2008

. Feliz Natal

. ...

. Palavras confusas de um c...

.fragmentos da memória

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.links




Take an Angel






;

.prémios





.outros links


blogs SAPO

.subscrever feeds