Domingo, 26 de Fevereiro de 2006

Adeus

uta168.jpgOla! Hoje optei por um post mais triste e mais propício à reflexão. Esta semana vivi de perto o drama de uma amiga que perdeu a sua única irmã:( O calvário começou em Junho do ano passado com o pior dos diagnósticos: um cancro do estômago. Perante tal bomba, foi difícil não ficar desmoralizado mas a minha amiga quis manter a esperança e acreditou sempre numa recuperação. Eu desde o início fiquei particularmente sensibilizada diante dessa situação, não porque conhecia bem a sua irmã mas pelo facto de ter perdido uma avó pelo mesmo motivo. A quimioterapia, a perda acentuada de peso, eram coisas que me tinham marcado apesar de a minha família ter sempre tentado proteger-me. Com 15 anos vivi essa morte e percebi os efeitos cruéis do cancro. Desta vez o caso ainda foi mais dramático por tratar-se de uma pessoa  bastante jovem. Não há idade para morrer mas aos 31 anos ainda há muita vida pela frente. Para trás ficou uma família destroçada mas principalmente um filho de 3 anos que não terá a mãe ao lado para acompanhá-lo....Infelizmente isso vai acontecendo, embora a nossa sociedade já não esteja habituada às mortes precoces, numa época em que a esperança de vida vai aumentando de forma nunca imaginada há décadas atrás. No seio da multidão que nos rodeia no nosso dia-a-dia, escondem-se anónimos que passaram ou passam por histórias dessas, onde a doença, e nomeadamente o cancro, vai tirando precocemente a vida daqueles que ainda tinham tanto para realizar. É por isso que nesses momentos me envergonho do meu egoísmo, dos momentos em que me lamento por coisas tão insignificantes. Esta vida é tão efémera...caminhamos todos sobre um fio de seda que a qualquer momento pode ceder. Vive cada dia como se fosse o último....deveria ser o  lema do nosso quotidiano embora, por vezes, certos obstáculos insignificantes nos façam duvidar de tudo. Nunca devemos também esquecer de estimar aqueles que nos rodeiam pois quando menos esperamos podem partir, sem que lhes tenhamos demonstrado o quanto são preciosos e insubstituíveis. É pena que só nesse momentos consiga realmente reflectir. Infelizmente, vivemos num stresse constante, numa vida acelerada, em que o lema é cada um para si. Já não temos tempo nem vontade de parar de vez em quando, para pensar no valor da vida. Foi por essa razão que achei oportuno dedicar o meu post à reflexão...


Um beijo da Diva Bianconera

publicado por Diva às 02:45

link do post | comentar | favorito
|
3 comentários:
De Anónimo a 2 de Março de 2006 às 15:32
É realmente muito triste o que aconteceu à tua amiga... nem consigo imaginar o facto de perder a minha irmã, que pesadelo... :( Perdi o meu avô com cancro também, sei como é. tenho muita pena. crazy li
(http://tentativa.blogs.sapo.pt)
(mailto:crazy_li@netcabo.pt)
De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2006 às 05:25
Que história tão triste! Ainda por cima quando é uma história real e que tu acompanhaste de perto. Nestas ocasiões é que de facto nos apercebemos que não somos nada neste mundo e que o melhor mesmo, é vivermos cada dia como se fôsse o último, como tu tão bem dizes! Um beijinho reconfortante para ti. *****eternapartedemim
(http://eternapartedemim.blogs.sapo.pt)
(mailto:lucosta@netvisao.pt)
De Anónimo a 27 de Fevereiro de 2006 às 00:31
O problema é que cada vez mais as pessoas vivem só para si e esquecem-se de quem o rodeia...Culpada rotina do dia a dia!
Relativamente´ao cancro...eu aos meus sete anos também perdi uma pessoa que me era muito querida...mas aprendi que foi o tabaco que amatou, por isso aprendi alguma coisa com tamanha perda:( Bom, acho que tudo na vida tem um significado, existem dores que nunca passam e a dor de se perder alguem assim tão proximo....bom acho que nem sei bem o que dizer....deixo um beijinho*Sofia
(http://imperfeicoes.blogs.sapo.pt/)
(mailto:xofia_ramos@hotmail.com)

Comentar post

.leva-me contigo




.últimas paixões

. Até qualquer dia

. Dia dos Namorados

. Fingertips - Cause to lov...

. Lindo

. O amor é um jogo?

. Dúvida

. Feliz 2008

. Feliz Natal

. ...

. Palavras confusas de um c...

.fragmentos da memória

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Agosto 2006

. Julho 2006

. Junho 2006

. Maio 2006

. Abril 2006

. Março 2006

. Fevereiro 2006

. Janeiro 2006

. Dezembro 2005

. Novembro 2005

. Outubro 2005

. Setembro 2005

. Agosto 2005

. Julho 2005

. Junho 2005

. Maio 2005

. Abril 2005

. Março 2005

. Fevereiro 2005

. Janeiro 2005

.links




Take an Angel






;

.prémios





.outros links


blogs SAPO

.subscrever feeds